quarta-feira, 28 de maio de 2014

APARÊNCIA l BELEZA QUE NÃO DESAPARECE



O cristão deve ser um complemento do reino de Deus em todos os aspectos de sua vida (2Co 3.2-3). Uma de suas responsabilidades é manter uma aparência limpa, bem cuidada, modesta e adequada. Negligenciar sua aparência pode reduzir sua total eficácia, uma vez que as Escrituras descrevem seu corpo como o lugar de habitação do Espírito Santo (1Co 3.16-17; 6.19-20)!
O que é cultivado internamente manifesta-se, por fim, externamente (Pv 23.7).
Um traje adequado é essencial para as mulheres que representam Cristo. As mulheres são advertidas a não apenas terem enfeites externos, mas a usá-los para destacar o que está em seu interior (1Pe 3.3-4). É preferível uma atitude semelhante à de Cristo a maquiagem excessiva, joias espalhafatosas ou roupas provocantes. Estilo e beleza, porém, não precisam ser prejudicados. Podemos ser elegantes com modéstia e habilidade!
Boas maneiras também são parte de sua imagem. Considerar os sentimentos e opiniões de outras pessoas é uma oportunidade de refletir os traços de cárater descritos nas Escrituras como o fruto do Espírito (Gl 5.22-23). Ter habilidades sociais adequadas podem torná-la descontraída e livre para empregar energia e concentração em outras áreas, tais como dar testemunho de Cristo ou oferecer hospitalidade. Os cristãos são observados e suas vidas são examinadas minuciosamente (Mt 5.16). O modo como os outros interpretam suas palavras e ações será, em grande parte, o modo como consideram Cristo. O amor de Cristo deve brilhar! Uma beleza incorruptível não depende do corpo exterior, mas é alcançada com o equilíbrio da personificação do amor de Cristo e do cuidado da obra das mãos de Deus (1Pe 3.3-4).

Texto retirado da “A Bíblia da Mulher”

Ruth Neri