sábado, 24 de maio de 2014

#AssuntoCoringa


A oração de Ana

A história de Ana é encantadora.
Quanto sofrimento existia no coração daquela mulher. Não poder ter filhos. A maior conquista na vida de uma mulher.
Ana era tão privilegiada, mas ainda assim, o fato de não ter filhos a destruía por dentro. Saber que nunca poderia ver a sua descendência correndo pela casa, chamando de mãe, sentir o cheirinho de bebê. É realmente de doer o coração.
Talvez ela pensasse “o que eu fiz para Deus me castigar assim?” ou talvez não. A Bíblia não relata isto apenas nos diz que ela chorava e não se alimentava.
Pior do que saber que tu não poderias dar ao seu marido um filho naquela época era ver a outra esposa dele dando filhos e filhas saudáveis sem nenhum problema.
Mas Elcana tão amoroso e carinhoso, procurava honrar Ana com porções de seu sacrifício, aquilo que ele tinha de melhor ele oferecia a Deus, a Penina (a outra esposa) e uma parte EXCELENTE a Ana. Ele a amava tanto.
Como Ana não percebia o quanto era abençoada por ter um marido que a mimava e amava tanto. Ele não a culpava pelo fato de não poder lhe dar filhos. Ele apenas a amava do jeitinho que ela era.
Elcana se preocupava com Ana “Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos” (1 Sm 1.8)
Meu Deus!Prova de que ele em nenhum momento a culpou por não lhe dar filhos é esta, ele nem ao menos sabia o porquê de tanta tristeza. Mas Ana não falava. Apenas chorava.

Ana então decidiu rogar a misericórdia do Senhor, mais uma vez, e pediu um filho.

“E votou um voto, dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva e de mim te lembrares e da tua serva te não esqueceres, mas a tua serva deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha” (1 Sm 1.11)

Dá até pena quando lemos a oração de Ana. Quanta amargura dá até para pensar que ela acreditava ter sido esquecida pelo Senhor. Ana, Ana.
Como o Senhor poderia esquecer-se da sua criação. O Senhor jamais abandona os que são seus.
Quantas de nós às vezes pensamos que o Senhor já não nos escuta mais. “Sou tão pecadora que o Senhor nem deve me escutar mais” algumas de nós dizemos.
Deus nunca se esquece de nós, ele sabe até quantos fios de cabelo existem na nossa cabeça. (Lc 12.7)
Ana teve que agüentar a zombaria da outra esposa de Elcana, teve que agüentar os olhares dos vizinhos, Ana teve que agüentar ser chamada de bêbada, pois nem orar em voz alta ela conseguia de tanta tristeza que existia dentro de si.
Mas o que chama atenção é que ela nunca revidou as palavras de Penina, e ela teve forças para confiar que a sua oração seria atendida.
Observe que Ana mesmo quando pediu algo para a sua felicidade completa na terra, ofereceu este algo/alguém a Deus. Ela queria muito conceber, e ela estava tão desesperada que ela disse que daria este filho para o Senhor por TODOS os dias da vida dele. Que coragem, meu Deus, será que teríamos essa coragem de entregar a Deus tudo àquilo que pedimos em oração. E mais, será que cumprimos todos os votos que fazemos ao Senhor.
Ana teve o tão esperado filho, e não titubeou quando foi para entregá-lo a Deus. Nós temos que ter cuidado em nossas orações. Às vezes estamos tão desesperados em alcançar um cargo maior, em ter uma bela casa, em ter um carro do ano, que prometemos usar isso para honrar ao Senhor, mas quando alcançamos esquecemos as nossas promessas.
E mais uma vez devemos aplaudir o amor de Elcana por Ana, quando ela informou a ele que o seu filho seria entregue na casa do Senhor, ele apenas disse “Faze o que bem te parecer aos teus olhos”  e no final ele ainda diz “tão somente confirme o Senhor a sua palavra” (1 Sm 1.23), que lindo.
Que exemplo de fidelidade Ana e seu esposo nos dão. Eles foram fiéis ao Senhor até o ultimo momento, e o Senhor honrou Ana não apenas com Samuel, mas ainda lhe deu mais três filhos e duas filhas.
Deus ouviu direitinho a oração de Ana e atentou para os detalhes. Ana pediu um filho varão, e foi o que o Senhor lhe deu.
Às vezes não sabemos orar, pedimos um namorado, mas não especificamos os detalhes. Fale para o Senhor o que você espera do seu futuro esposo, conte os detalhes, Deus não se esquecerá de nenhum. Mas seja fiel ao Senhor, na tribulação, na perseguição, nas dificuldades. Deus é bom conosco o tempo todo, por que não podemos retribuir também com bondade.
Ana foi fiel e Deus a honrou.

Com Carinho, As Gurias <3