segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Nutri Sandra Santana

Doenças que desenvolvemos por não entendermos o Metabolismo


Meu nome é Sandra, sou Nutricionista e Especialista Clinica formada há 15 anos pelo IMEC- Instituto Metodista de Educação e Cultura, casada há 12 anos com Flavio de Santana com o qual tenho uma filha chamada Carolina. Congrego na Igreja Matriz Assembleia de Deus há 30 anos.
Há nove anos realizei o sonho de ser mãe – Deus com seu infinito amor e sua maravilhosa misericórdia deu-me este privilégio - com uma menina lindinha, meiga e carinhosa. Ela é hoje minha melhor amiga.
Minha gestação foi tranquila, trabalhei até o nono mês de gestação como nutricionista conveniada a uma policlínica da Brigada Militar (IBCM).  O parto da Carol ocorreu bem, estava com o peso adequado pois engordei na gestação o que era esperado.
Logo após o parto houve uma transformação psicológica muito intensa e acontecimentos que me geraram vários traumas: o primeiro foi a perda do convênio com a IBCM onde trabalhava como nutricionista, a segunda e mais drástica foi  perder uma tia, Solange Batista, que amava muito e era bem presente na minha vida. Entrei em depressão mas não conseguia enxergar que estava passando por este momento.
Hoje entendo que tudo que passei naquela época foi plano de Deus em minha vida. Fiquei desempregada durante dois anos, mas o SENHOR até disso cuidou, pois durante todo esse tempo recebi dos atendimentos que já havia feito.  Mas a falta de rotina me levava a chorar quase o dia todo: olhava para minha filha e chorava, para meu esposo e chorava, para meu diploma e chorava... só sentia vontade de chorar e de dormir! Um desinteresse total por minha família e por meu lar. Graças a Deus tive em meus pais e meus familiares um esteio e consegui sair dessa situação; minha mãe e meu pai sempre foram meus companheiros em oração e neste momento me deram todo apoio que precisava.
Um dia coloquei a Carol em um carrinho e fui caminhar dentro do condomínio onde moro e comecei a notar as pessoas. Fiz um retrospecto da minha vida... comecei a me enxergar e foi quando notei que estava com noventa e dois quilos!   É isso mesmo! Eu, uma nutricionista, me encontrava obesa com trinta e cinco quilos a mais do que era o meu peso antes da gestação!


Ao caminhar chamava minha atenção que a maioria das pessoas também estavam obesas, ou com uma barriga saliente... e ao ver esta cena comecei a falar com DEUS e disse: SENHOR tu és o maior Nutricionista, pois foi o Senhor que me formou e sabe o que esta acontecendo comigo neste momento. Eu olho ao meu redor e vejo pessoas tentando emagrecer, mas não conseguem! Não é só a dieta! Tem algo mais, me ensine nutrição! Por favor! Se o Senhor me ajudar prometo que vou ensinar as outras pessoas e irei falar a todos que me procurarem o que o SENHOR fez por mim! Após esta oração fui para minha casa. Quando cheguei estava descansando assistindo TV quando me deparei com uma propaganda que dizia: “EMAGREÇA E MANTENHA-SE MAGRA”. Era um livro que ensinava sobre metabolismo. Hoje em dia é muito comum ouvirmos sobre síndrome metabólica mas poucos profissionais estão dispostos a explicar a respeito desse assunto. Comprei o livro e comecei a entender como funcionava a absorção dos alimentos, porque temos que comer várias vezes ao dia, porque engordamos tanto e tão rapidamente, etc. Entendi que na verdade não entendemos nossos hormônios. Temos horários determinados para comer justamente por isso e enquanto não me regrei não conseguia baixar meu peso.  Todos os alimentos que possuem carboidratos necessitam de insulina para serem absorvidos pelo nosso corpo é dessa maneira que o corpo fica nutrido e quando passamos mais de três horas sem nos alimentar temos queda hormonal de insulina.
E você deve estar se perguntando: "e daí?" E Daí que quando temos queda em um horário não absorvemos nada que tenha carboidratos, o resto do dia e isso resulta que o fígado será informado pelo hipotálamo que as glicoses presentes na circulação deverão ser filtradas e transformadas em triglicerídeos (aumento do colesterol). Essa gordura ficará localizada principalmente na parte abdominal, como consequência nosso sangue também ficará denso e isso fará com que o coração faça um esforço cardíaco muito intenso, gerando uma hipertensão arterial. Essas são as doenças do metabolismo! Após estas informações comecei a me regrar com minha alimentação: como de 3 em 3 horas para manter a glicemia, procuro não levar uma vida sedentária e não como carboidratos após as 18 horas. Estou dentro de um peso que para minha idade está dentro dos padrões normais.  Voltei a trabalhar como nutricionista e ensino a todos meus pacientes sobre metabolismo. Conto a eles que Deus também está preocupado com eles! Assim como ELE me ajudou também poderá ajudá-los.
Tudo que tenho e tudo que sou devo a Deus, meu Senhor! Além de me abençoar com minha família e amigos, cuidou de mim quando mais precisei Dele. Posso dizer que fui curada e restabelecida fisicamente, emocionalmente e profissionalmente! Através da minha rendição e total dependência  recebi do Pai um presente que compartilho com todos através da minha profissão e cada vez que falo o que Ele me ensinou sinto que aprendo mais com Ele pois Sua sabedoria nos completa e a sua paz nos basta.

Disse Jesus: "A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e concluir a sua obra". (João 4:34)
Deus abençoe a todos!



Nutri Sandra Fortes de Santana