terça-feira, 22 de julho de 2014

Um só Senhor | Confiança


Hoje estava pensando sobre a história de Elias.
Acredito que o tempo em que estamos vivendo, se parece um pouco o tempo de Elias.




Elias foi chamado por Deus para desafiar o povo a escolher definitivamente entre servir a Deus ou servir a Baal.
Ele teve que tomar uma posição firme e principalmente confiar cegamente em Deus, porque se ele desviasse o seu olhar por um momento sequer, morreria.

O povo de Israel achava que podia servir a dois senhores, sem aborrecer um deles. Mas a bíblia nos dia em Mt 6:24 "Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro”.

Como é difícil administrar nossa vida de jovem cristão, não acham?
Tem tantas coisas que gostaríamos de fazer e experimentar. Mas não podemos. E não pense que isso é uma ordem, você é livre para escolher, e é por isto mesmo que servir a Deus é uma questão de fé e confiança.



A algum tempo atras eu me via como o povo de Israel, servindo a dois senhores (tava em cima do muro). Queria servir a Deus (de verdade!), mas tantas outras coisas me encantavam no mundo, e eu queria experimentar. Eu vendia minhas promessas por migalhas do mundo. E era por isso que eu não tinha felicidade. Eu não conseguia confiar cegamente em Deus. Sempre surgiam dúvidas, se Deus me atendia, se Deus me ouvia, se as promessas se cumpririam, afinal está demorando tanto.
Nós que nascemos em lar cristão somos muito dramáticos, a gente sempre acha que somos injustiçados por não ter tido oportunidade de conhecer o mundo. QUANTA BOBAGEM!!!
Nós deveríamos é nos sentir privilegiados por não ter experimentado o mundo, hoje vejo o quão ridícula eu fui por pensar assim. O mundo não é parque de diversões. Não faça de Deus uma sala de emergência, onde você vai para o mundo se machuca e vem curar suas feridas.



Uma característica de Elias que vejo em mim (e em muita gente), ele era muuuuito dramático, tanto que por medo de Jezabel fugiu e desejou a morte. E muitas vezes desejei também, mas nada comparado ao que Elias estava passando. Vamos combinar né, pedir pra morrer é drama demais.

Mas mesmo sendo tão dramático assim, ele tinha uma fé inabalável em Deus. Ele tinha plena certeza do Deus que ele servia, e estava com seu coração totalmente voltado para Ele.

Algo que eu "invejo" em Elias: não experimentou a morte.
Ele foi levado ao céu em um redemoinho (II Reis 2:11), imagina só que doido e ao mesmo tempo que incrível.

Outra coisa: Elias deu nome ao lugar de onde veio. Ele surgiu de um vilarejo que nem existia no mapa, mas hoje quando lemos a história dele, o nome de Tisbe (lugar de onde veio Elias) é relatado. E só é descrito na história de Elias em nenhum outro lugar da Bíblia você vai encontrar. Então Elias foi alguém que honrou o lugar de onde veio, acho que devemos imitá-lo neste quesito. Vamos honrar o lugar de onde saímos, vamos honrar o nome do Pastor que nos enviou, vamos honrar os líderes que confiam em nós.

Voltando ao "drama" de Elias:
Não sei se eu teria tanta determinação quanto Elias, em ir diante do Rei e dizer "olha aqui óh rei, não vai chover por 3 anos e meio, e ponto." O reino já estava em "crise", afinal era um novo Rei que casou com uma mulher que em nenhum momento foi aprovada por Deus e inverteu todos os valores religiosos do povo, e dai chega Elias e traz noticias PÉSSIMAS, que ainda por cima era uma consequência da má conduta do próprio Rei, ganhou o ódio do Rei.
Contudo, em tudo isso, Elias não desanimou, fugiu, se escondeu, mas continuou confiando na provisão de Deus. Será que teríamos tanta fé assim?



Pense nisso, até que ponto vai a tua confiança em Deus? Você tem fé suficiente para colocar sua vida na mão deste DEUS que você nunca viu?

Será que Elias ficava murmurando o tempo todo como a gente faz? Será que a mente dele era um turbilhão de questionamentos como a nossa, muitas vezes?
Vamos parar de questionar os planos de Deus, se for preciso se esconder do mundo, se enfiar em uma caverna, então vamos nos esconder, mas não duvide das promessas de Deus. Ele é o único em quem você pode confiar, ainda que tudo pareça contrario, ou que o mundo te odeie, existe um que ainda te carrega no colo.

Beijos, Ady <3